A MISSÃO DA IGREJA É DIRIGIDA PARA DENTRO E PARA FORA DE SI MESMA.

Bom dia meu amigo e minha amiga.

A MISSÃO DA IGREJA É DIRIGIDA PARA DENTRO E PARA FORA DE SI MESMA.

Em muitas ocasiões já escrevi ou falei em palestras que o cristão/ã tanto individualmente quanto como Igreja, não é somente para “dentro”, mas também para “fora”, porque enquanto seguidor/a de Jesus Cristo, recebemos por for meio do Espírito Santo, A MESMA MISSÃO DE JESUS: “Assim como o Pai me enviou, em também vos enviou” (João 20, 21). E ainda mais especificamente “Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16,15).

Já faz alguns anos que incluo na PROVISÃO que faço aos Padres que vêm trabalhar em nossa diocese ou quando transfiro alguém para uma nova Paróquia, a seguinte recomendação:

“Que o mandamento primeiro e maior seja o Amor, o Acolhimento e a Misericórdia e isto, NÃO SOMENTE AOS FIÉIS CATÓLICOS, mas a todo o Povo desta circunscrição eclesial”.

Fica assim claro que o Padre, também o diácono ou bispo, em sua MISSÃO não consiste SOMENTE PARA DENTRO DA PRÓPRIA PARÓQUIA, DA IGREJA, mas que seu Ministério se destina também para além dos fiéis católicos. O mesmo vale também para a Vida Religiosa Consagrada e a todos os leigos e leigas. Creio mesmo que o empobrecimento da Igreja no mundo, consiste exatamente no fato de sermos muito PARA DENTRO de nós mesmos e esquecemos que SOMOS ENVIADOS para além de nossas fronteiras eclesiais. SOMOS FECHADOS SOBRE NÓS MESMOS. Ou como me disse em agosto de 1999 o Padre Jesus Flores, na época diretor da Rádio Difusoura de Goiânia integrante da Rede Católica de Rádio: “Nós falamos muito só para nosso quintal, é preciso falar para fora do nosso quintal”.

Hoje a Igreja faz memória do 1º Bispo de Gaza, São Porfírio. Ele no início do cristianismo já nos deixou o seguinte legado e ensinamento e testemunho: ” Nossa fé, nossa caridade, precisam ter uma ressonância DENTRO E FORA DA IGREJA, para que a glória de Deus e salvação de TODAS as pessoas”.

São Porfírio nasceu no ano 353 em Tessalônica, cidade evangelizada por São Paulo. Viveu como eremita e muita austeridade. Herdou grande fortuna e mandou vender tudo para dar aos pobre . Foi ordenado padre e bispo pelo Patriarca de Jerusalém e enviado para ser o 1º bispo de Gaza.

SER IGREJA, SER CRISTÃO E CRISTÃ PARA OS DE “DENTRO” DA IGREJA, SIM!, MAS PRINCIPALMENTE SER CRISTÃO E CRISTÃ, SIGNIFICA SER M I S S I O N Á R I O. E MISSIONÁRIO significa ser enviado, IR PARA O MUNDO TODO e não ficar APENAS ensinado, anunciando e testemunhando NO PRÓPRIO QUINTAL.

O fato se ser enviado para a própria Igreja, quer dizer PARA DENTRO, não anula o PARA FORA E NEM O CONTRÁRIO. O fato de termos que ser PARA FORA, não elimina a necessidade de ser também MISSIONÁRIO “PARA DENTRO” da própria Comunidade Eclesial.

Que esta verdade seja ESPECIALMENTE hoje dirigida a todos os LEIGOS E LEIGAS neste ano em que a Igreja no Brasil celebra o ANO DO LAICATO, chamando todos e todas a serem protagonistas da Evangelização com o tema: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na “Igreja em saída”, a serviço do Reino” e o lema: “Sal da terra e luz do mundo”.

Atualizemos o testemunho e ensinamento de São Policarpo, depois de mais de 1600 anos: ” Nossa fé, nossa caridade, precisam ter uma ressonância DENTRO E FORA DA IGREJA, para que a glória de Deus e salvação de TODAS as pessoas”.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

Posted in Dom Guilherme.