Administrador Apostólico

Dom Nel­son Wes­trupp, scj (Bispo Emérito da Diocese de Santo André)
Nas­ci­mento: 11 de setembro de 1939
Or­de­na­ção presbiteral: 28 de junho de 1964
Or­de­na­ção Epis­co­pal: 20 de julho de 1991
Lema epis­co­pal: Sine Me Nihil Po­tes­tis (Sem Mim nada po­deis)
Posse: 29 de novembro de 2003
Renúncia: 27 de maio de 2015

O administrador da sede vacante – Administrador Apostólico
Em uma diocese vacante, que não conta com um bispo, há a figura do administrador diocesano, que é eleito pelo Colégio dos Consultores, nomeado pelo Metropolita, nos casos prescritos, ou o administrador apostólico da Sé vacante, que é sempre nomeado pela Santa Sé. O escolhido possui o poder e as obrigações do bispo diocesano, com exceções, de acordo com o Direito Canônico.

O administrador diocesano ou apostólico poderá, entre outras faculdades, nomear párocos após um ano de Sé vacante ou impedida e administrar o sacramento do Crisma. Entretanto, é limitado em algumas questões, não podendo confiar paróquias a um Instituto religioso ou a uma Sociedade de vida apostólica; conceder a excardinação e a incardinação, nem mesmo conceder a licença a um clérigo para se transferir a outra Igreja particular, a não ser depois de um ano de vacância da Sé Episcopal e com o consentimento do Colégio dos Consultores; e também não pode convocar o Sínodo diocesano. São previstas outras limitações além dessas, de acordo com o Direito Canônico.

Top