QUEM VEM A MIM, ENCONTRA “PORTA ABERTA”, ALEGRIA, SORRISO, ACOLHIMENTO, OU CARA FECHADA, MAU HUMOR E “PORTA FECHADA?

Bom dia minha irmão e meu irmão.

QUEM VEM A MIM, ENCONTRA “PORTA ABERTA”, ALEGRIA, SORRISO, ACOLHIMENTO, OU CARA FECHADA, MAU HUMOR E “PORTA FECHADA?

“Vinde a mim, todos vós que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei”. “Tomais sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para vossas almas”.

Estou pensando “cá com meus botões”, sobre “MINHA” e “NOSSA” Igreja e sobre como sou Líder Religioso nesta mesma Igreja.

O Papa Francisco em sua Exortação Apostólica “Alegria do Evangelho”, que dirige aos fiéis católicos e a todos os discípulos de Jesus, nos faz um apelo forte para tirarmos nossa cara carrancuda, azeda e amarrada e “convida a todos para uma nova etapa evangelizadora MARCADA PELA “ALEGRIA DO EVANGELHO”. Diz que deseja a ALEGRIA como CAMINHO e PERCURSO da Igreja nos próximos anos.

Aí olho para mim, para meus colegas bispos e para os Padres e nossas Cúrias, secretarias paroquiais ou residências e me pergunto “Sou um bispo ou padre, MAIS de proibições e “não”, ou mais de quem abre possibilidades positivas, de abrir portas do “sim”? E quando devo dizer um NÃO o faço com calma, educação, misericórdia, mas também indicando o SIM, isto é o caminho.

Jesus nunca fecha caminhos e descaminhos sem indicar o caminho correto e possível.

Eu, como bispo, padre, religioso, religiosa ou liderança leiga de minha Igreja, SOU UMA ALEGRE presença e que GERA ALEGRIA?

No meu modo de falar, eu uso mais o negativo e a proibição, até sem perceber, ou é uma fala onde uso o positiva. Exemplifico: falo mais, não faça isso, não corra, não abuse da bebida, não coma isso, não brigue, não seja violento, não, não, não, … ou costumo dizer mais, faz assim, vai devagar, seja moderado ao beber, coma alimentos saudáveis, seja calmo e da paz, …? A palavra boa e positiva, traz cosas boas e positivas, enquanto que a palavra não facilita e atrai o negativo.

Quando passo pelas ruas das cidades, vejo as portas de minha igreja abertas, ou fechadas? Minha Igreja é uma Igreja estática ou dinâmica, é uma Igreja do ir, ou do “quem quiser que venha? Enquanto é hora do “meu almoço” atendo telefone e quem me procuro, ou sou líder religioso de que segue e atende como os horários comerciais?

NORMALMENTE, isto é, na maior parte das vezes, sou azedo, nervoso, estressado, ou NORMALMENTE, sou acolhedor, amigo, atencioso, sorridente? Sou um líder religioso de “coração aberto, ou fechado”? Por sermos humanos, PODE também acontecer algum dia ou hora de nervoso, mas isso é meu normal? Como sou mais conhecido? Como minha secretaria de Igreja, minhas missa, cultos ou serviços eclesiais, são mais conhecidos, pela alegria e pela palavra boa, ou pelo contrário?

Quem consegue resistir por muito tempo a um sorriso acolhedor?

Se é verdade que o “povo” de nossos dias, não quer mais ir para a Igreja ou participar de missas/cultos longos e orantes, COMO SE EXPLICA QUE NO BRASIL SE ABREM MAIS TEMPLOS NOVOS, IGREJAS NOVAS QUE COMÉRCIOS, LOJAS, ESCOLAS, ETC.? Se não houvesse fiéis, pessoas que procuram por Deus, será que haveria na mesma rua ou bairro, tantos “templos”?

Sou um líder e uma Igreja que atrai para Jesus ou que afasta, que afugenta, ou impõe medo. Exijo distância como forma de “respeito” ou facilito um abraço acolhedor que aproximo? Obrigo ou gosto que me tratem e me vejam como senhor > autoridade, ou como irmão fraterno e servidor?

Ninguém é obrigado a ter todas as respostas, aliás, o povo quer mais respostas ou mais carinho?

Toda esta reflexão estou fazendo no silêncio de meu retiro e desejei partilhar o que escrevi para mim mesmo. É quase como um pensar com os dedos no teclado.

Se ao invés de olhar logo para seu bispo, padre, irmã religiosa ou líder de sua Comunidade Eclesial, paróquia, Igreja, a partir dessa MINHA reflexão, você também fizer a reflexão a partir de si mesmo, talvez possamos juntos ser uma Igreja mais alegre e geradora de Alegria do Evangelho e que atrai o povo mais para Jesus.

SEMPRE É MAIS FÁCIL APONTAR O DEDO PARA OS OUTROS DO QUE OLHAR-SE NO PRÓPRIO ESPELHO.

Mesmo na Cruz, Jesus continuou ACOLHEDOR e PERDOADOR: “Pai! perdoai-lhes, eles não sabem que fazem”, ou “Ainda hoje estarás comigo no paraíso” e sem “jogar na cara” daquele ladrão todos os seus pecados, roubos ou crimes.

Senhor! Dá-me a MIM e à MINHA Igreja a graça da CONTÍNUA conversão para o Amor, para ser a “Boa Notícia” do Evangelho e assim seja motivo de louvor e de render-vos ação de graças e adoração.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

“VERÔNICA ENXUGA O ROSTO DE JESUS” = sexta estação da via sacra.

Bom dia meu amigo e minha amiga.

“VERÔNICA ENXUGA O ROSTO DE JESUS” = sexta estação da via sacra.

QUEM É ESTA VERÔNICA?

ISTO ESTÁ NOS EVANGELHOS?

SE NÃO ESTÁ NOS EVANGELHOS, PODE SE CRER QUE ISTO ACONTECEU?

NÃO É ISTO UMA INVENÇÃO FALSA DOS CATÓLICOS?

Estas são perguntas que muitos me fazem e por isso resolvi dizer algumas poucas palavras de esclarecimento.

É evidente, sabido e digno de fé que com Jesus aconteceram muitíssimos outros acontecimento, que ele realizou muitas outras obras e sinais que fez muitos outros ensinamentos, ALÉM DAQUELES QUE ESTÃO ESCRITOS OS 4 EVANGELHOS; Nada disso prejudica sua autenticidade e nem atinge nossa fé.

O evangelista São João é muito explícito quando conclui seu evangelho no capítulo 20, 30-31: “Jesus fez, na presença dos seus discípulos, ainda muitos outros sinais E QUE NÃO ESTÃO ESCRITOS NESTE LIVRO. Estes foram escritos, para que creais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e que crendo, tenhais a vida em seu nome”.

Também São Lucas testemunha que além dos 4 evangelhos há muitos outros escritos a respeito de Jesus. Seu evangelho começa assim: “MUITOS já se dedicaram a escrever um relato dos fatos que aconteceram entre nós, conforme nos foram transmitidos por aqueles que foram testemunhas oculares desde o início, a respeito de Jesus”.

Comecei assim a reflexão porque muitos cristãos de hoje em dia acham que quando os católicos têm em suas práticas religiosas, em sua fé ou devoções, ALGO QUE NÃO ESTÁ NA BÍBLIA, é “invenção” dos católicos e, portanto é visto ´por muitos como falso.

Ainda é necessário esclarecer que os livros que compõem a bíblia, de forma especial os do Novo Testamento, foram os livros reconhecidos pelo Magistério da Igreja como autenticamente INSPIRADOS e de origem comprovada como verdadeiros.
isto em absoluto NÃO NEGA e nunca negou a existência de outros escritos a respeito de Jesus. Por isso temos os chamados Evangelhos Apócrifos. ELES EXISTEM DESDE O INÍCIO e alguns certamente são bem mais antigos que os escritos tardios do Novo Testamento.

ASSIM, NÓS TEMOS NA OFICIALIDADE DA IGREJA A LITURGIA APROVADA E OFICIAL, SEMPRE FUNDAMENTADA OU EM TEXTOS SAGRADOS OU EM TEXTOS, DOCUMENTOS E ENSINAMENTOS DO MAGISTÉRIO E DO QUE CHAMAMOS TRADIÇÃO. Mas também temos desde o início, práticas religiosas DEVOCIONAIS que surgiram para além daquilo que é o oficial, o canônico. Estas práticas surgem até hoje. Alguém ou algum grupo começa com uma devoção e quando se vê, torna-se uma prática regional, nacional ou mundial. Cito por exemplo as festas juninas, ou as Folias de Reis, os terços e outras.

ASSIM A VIA SACRA que tantos gostamos de rezar, especialmente na quaresma, fazem memória sucinta dos principais momentos e fatos que aconteceram com Jesus, desde sua Oração e Agonia no Monte das Oliveiras, sua prisão, condenação, carregar a cruz, até sua morte e sepultamento. ALGUNS DOS FATOS QUE COMPÕEM A VIA SACRA ESTÃO NOS EVANGELHOS, OUTROS NÃO. ISTO NÃO SIGNIFICA QUE AQUELES QUE NÃO ESTÃO, NÃO SEJAM VERDADEIROS.

Assim aparece a mulher chamada VERÔNICA que, SEGUNDO A TRADIÇÃO E CRENÇA, TERIA ENXUGADO O ROSTO DE JESUS COM UMA TOALHA E NELA TERIA FICADO IMPRESSO E ESTAMPADO O ROSTO ENSANGUENTADO DE JESUS.

Esta é uma das cenas que não se encontra registrada no Evangelho. O nome VERÔNICA, não aparece nenhuma vez nos evangelhos oficiais da bíblia. Nos Atos dos Apóstolos aparece no capítulo 26,30 o nem Berenice, que dizem ser em grego o mesmo nome Verônica.

JÁ O NOME VERÔNICA parece na devoção e tradição primitiva das Comunidades Cristãs e está registrado no livro apócrifo, parece que do século VI, chamado “ATOS DE PILATOS”, no capítulo 7. Lá diz que VERÔNICA seria aquela mulher que está no Evangelho de Lucas 8, 43-48, mas SEM NOME, que tocou no manto de jesus e ficou curada. Em grego este nome é Berenice.

Também não constam nos evangelhos as 3 quedas de Jesus no caminho do Calvário e nem os nomes dos 2 ladrões que com ele foram crucificados, mas tudo isso está no mesmo livor apócrifo “Atos de Pilatos” e em outros textos dos primeiros cristãos.

O NOME VERÔNICA OU BERENICE SIGNIFICA:

Verônica = “imagem verdadeira”, resulta da junção dos termos vera, que significa “verdadeira”, e ícona, que quer dizer “imagem”.
Berenice = “portadora da vitória”.

Como falei anteriormente, Berenice em grego e Verônica em latim é o mesmo nome, embora não necessariamente na bíblia precise ser a mesma pessoa.

Como mostrei no começo, por textos retirados dos evangelhos de Lucas e João, há muitas outras coisas que Jesus fez, ensinou ou que aconteceram e que não estão escritos na bíblia, mas nem por isso deixam de ser verdadeiros, embora não decisivos para o fundamento e autenticidade de nossa fé.

A maior parte desses fatos ou ensinamentos eram passados oralmente de geração em geração, até porque quase ninguém sabia escrever ou ler , mais trade, alguém, por vezes até usando o nome dos Apóstolos ou de alguém famoso, para dar credibilidade, os escreveu.

Podemos então todos continuar tranquilamente rezar nossas Via Sacras e acreditar que isto aconteceu e são cenas que tocam muito de perto a quem sofre com os sofredores, especialmente os injustiçados como Jesus.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

PORQUÊ O POVO QUERIA TOCAR EM JESUS?

Bom dia minha amiga e meu amigo.

PORQUÊ O POVO QUERIA TOCAR EM JESUS?

Fico observando pessoas famosas, especialmente artistas, jogadores famosos, cantores/as e mesmo padres ou pastores cantores ou que são famosos da TV ou simplesmente bonitões.

Quando estas pessoas acima citadas aparecem em público, o público vai ao delírio, manifestam até um histerismo com direito de gritos, assovios e manifestações incontroláveis.

TODOS QUEREM “TOCAR” NA ATRIZ OU ARTISTA FAMOSO. SE PUDESSEM GOSTARIAM TIRAR PEDACINHOS DELES PARA LEVAR PARA CASA. Até aí é apenas uma manifestação de certa “loucura”, mas se perguntar porque tamanha vontade de agarrar, de encostar, de TOCAR naquela pessoa famosa, ninguém sabe dizer ao certo.

TOCOU em seu ÍDOLO, mas sai de lá tão vazio ou até mais do que antes. DENTRO da pessoa nada mudou e depois de alguns minutos ou horas, a vida segue seu tranco normal.

COM JESUS A HISTÓRIA ERA BEM DIFERENTE.
Diz no evangelho de São Lucas no capítulo 6,19 que “Todo o povo procurava tocá-lo, pois saía dele uma força que os curava a todos.” SIM! DE JESUS SAIA UMA FORÇA CURADORA, SANADORA.

Quando se lê o capítulo 6 todo, dá para saber porque de Jesus sair uma força que curava quem nele tocasse. Acontece que Jesus passava a noite ou muitas outras horas a sós com seu Pai, com Deus. Jesus sempre estava cheio de Deus. Jesus era a morada de Deus entre nós.

De dentro de mim ou de você só pode SAIR o que estiver DENTRO. Se eu me abasteço, me encho e preencho de Deus por meio da oração, da meditação, da leitura orante da palavra, da vida sacramental, da justiça divina, de paz, do amor, do perdão e da misericórdia de Deus, então, quem TOCAR em mim ou em você vai receber do que tenho dentro de mim: DEUS.

Mas se eu me encho somente de porcarias, de pornografias, de luxúrias, vaidades, ou se eu sempre estou apenas “cheio de vazio”, “cheio de nada”, então quem TOCAR ou se aproximar de mim só pode receber O NADA QUE TENHO DENTRO DE MIM.
Somos todos convidados a diariamente nos preencher de Deus para podermos também ser TRANSMISSORES DE DEUS a todos os que se aproximarem de nós, seja na família, no trabalho ou onde estivermos.

Olhemos em Jesus e com Ele aprendamos que cada um só dá o que tem DENTRO de si.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

A MISSÃO DA IGREJA É DIRIGIDA PARA DENTRO E PARA FORA DE SI MESMA.

Bom dia meu amigo e minha amiga.

A MISSÃO DA IGREJA É DIRIGIDA PARA DENTRO E PARA FORA DE SI MESMA.

Em muitas ocasiões já escrevi ou falei em palestras que o cristão/ã tanto individualmente quanto como Igreja, não é somente para “dentro”, mas também para “fora”, porque enquanto seguidor/a de Jesus Cristo, recebemos por for meio do Espírito Santo, A MESMA MISSÃO DE JESUS: “Assim como o Pai me enviou, em também vos enviou” (João 20, 21). E ainda mais especificamente “Ide por todo o mundo e anunciai o Evangelho a toda criatura” (Marcos 16,15).

Já faz alguns anos que incluo na PROVISÃO que faço aos Padres que vêm trabalhar em nossa diocese ou quando transfiro alguém para uma nova Paróquia, a seguinte recomendação:

“Que o mandamento primeiro e maior seja o Amor, o Acolhimento e a Misericórdia e isto, NÃO SOMENTE AOS FIÉIS CATÓLICOS, mas a todo o Povo desta circunscrição eclesial”.

Fica assim claro que o Padre, também o diácono ou bispo, em sua MISSÃO não consiste SOMENTE PARA DENTRO DA PRÓPRIA PARÓQUIA, DA IGREJA, mas que seu Ministério se destina também para além dos fiéis católicos. O mesmo vale também para a Vida Religiosa Consagrada e a todos os leigos e leigas. Creio mesmo que o empobrecimento da Igreja no mundo, consiste exatamente no fato de sermos muito PARA DENTRO de nós mesmos e esquecemos que SOMOS ENVIADOS para além de nossas fronteiras eclesiais. SOMOS FECHADOS SOBRE NÓS MESMOS. Ou como me disse em agosto de 1999 o Padre Jesus Flores, na época diretor da Rádio Difusoura de Goiânia integrante da Rede Católica de Rádio: “Nós falamos muito só para nosso quintal, é preciso falar para fora do nosso quintal”.

Hoje a Igreja faz memória do 1º Bispo de Gaza, São Porfírio. Ele no início do cristianismo já nos deixou o seguinte legado e ensinamento e testemunho: ” Nossa fé, nossa caridade, precisam ter uma ressonância DENTRO E FORA DA IGREJA, para que a glória de Deus e salvação de TODAS as pessoas”.

São Porfírio nasceu no ano 353 em Tessalônica, cidade evangelizada por São Paulo. Viveu como eremita e muita austeridade. Herdou grande fortuna e mandou vender tudo para dar aos pobre . Foi ordenado padre e bispo pelo Patriarca de Jerusalém e enviado para ser o 1º bispo de Gaza.

SER IGREJA, SER CRISTÃO E CRISTÃ PARA OS DE “DENTRO” DA IGREJA, SIM!, MAS PRINCIPALMENTE SER CRISTÃO E CRISTÃ, SIGNIFICA SER M I S S I O N Á R I O. E MISSIONÁRIO significa ser enviado, IR PARA O MUNDO TODO e não ficar APENAS ensinado, anunciando e testemunhando NO PRÓPRIO QUINTAL.

O fato se ser enviado para a própria Igreja, quer dizer PARA DENTRO, não anula o PARA FORA E NEM O CONTRÁRIO. O fato de termos que ser PARA FORA, não elimina a necessidade de ser também MISSIONÁRIO “PARA DENTRO” da própria Comunidade Eclesial.

Que esta verdade seja ESPECIALMENTE hoje dirigida a todos os LEIGOS E LEIGAS neste ano em que a Igreja no Brasil celebra o ANO DO LAICATO, chamando todos e todas a serem protagonistas da Evangelização com o tema: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na “Igreja em saída”, a serviço do Reino” e o lema: “Sal da terra e luz do mundo”.

Atualizemos o testemunho e ensinamento de São Policarpo, depois de mais de 1600 anos: ” Nossa fé, nossa caridade, precisam ter uma ressonância DENTRO E FORA DA IGREJA, para que a glória de Deus e salvação de TODAS as pessoas”.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

“AQUI ESTOU”!

Bom dia meu irmão e minha irmã.

“AQUI ESTOU”!

NUNCA SE PERTENCE A DEUS “PELAS METADES”!

A DEUS, OU SE OFERECE E SE DÁ TUDO, OU NADA!

É bela a Palavra de Deus para este segundo domingo da quaresma de 2018.

No livro do Gênesis 22,1-18 é bonito quando diz que Deus pôs Abraão à prova ao lhe pedir o que ele possuía de mais precioso: seu filho único, Isaac. E Abraão não duvidou NENHUM SEGUNDO em OFERECER, em DAR ao Senhor “tudo” o que tinha, O FILHO, que amava mais que tudo, mas não mais que seu amor a Deus.

Em resposta Deus lhe faz um juramento, dizendo, : “Juro por mim mesmo, uma vez que agiste assim, não me recusando teu filho único, EU TE ABENÇOAREI e tornarei tão numerosa tua descendência como as estrelas do céu e como as areias da praia do mar”.

Já São Paulo nos ensina na carta aos Romanos 8 que “Deus não poupou Seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos daria TUDO junto dele”?

Por fim, no Evangelho de Marcos 9, 2-10, percebemos quanto faltava de conversão a Pedro, Tiago e João, no fato da Transfiguração, quando Pedro, em nome dos 3 QUER SEGUIR JESUS, mas ainda NÃO POR COMPLETO, e por isso propõe a Jesus FAZER TRÊS (3) TENDAS: UMA PARA JESUS, OUTRA PARA MOISÉS E OUTRA PARA ELIAS, mas o próprio Deus Pai do céu os ensina que PARA O DISCÍPULO DE JESUS NÃO PODE HAVER 3 TENDAS. Ou se é totalmente de Jesus e se entrega TOTALMENTE A ELE ou não se é de Jesus. Por isso, quando a voz do Pai fala:”este é meu Filho amado, escutai o que Ele diz”, Moisés e Elias tiveram que desaparecer. Naquela hora ficou somente Jesus, diante dos discípulos.

Embora pudesse, tomar outra chave de leitura para a liturgia deste domingo da quaresma, fiz questão de dar este enfoque porque GRANDE PARTE DOS CRISTÃOS de nossos dias e isto, desde os leigos até nós bispos e cardeais, QUEREMOS OFERECER NOSSA VIDA A DEUS, QUEREMOS DAR-NOS A DEUS E A SEU SERVIÇO, … MAS PELAS METADES. Sempre reservamos algo que não ENTREGAMOS, que não OFERECEMOS.

Por isso, muitos não estão TOTALMENTE disponíveis, a exemplo de Abraão, Paulo e Jesus. Queremos ser cristãos, seguidores de Jesus, mas também queremos ser de filosofias orientais que bebem de Buda, de ioga, de meditações NÃO CRISTÃS. Queremos ser de Cristo, mas não abrimos mão de também prestar culto a crenças espíritas, ou crenças NÃO cristãs.

QUEREMOS “ACENDER VELAS” PARA MUITOS “SANTOS DIFERENTES” = “deuses diferentes”.

Não nos é permitido fazer três tendas. OU SOMOS TOTALMENTE DE JESUS E SOMENTE A ELE SEGUIMOS E SERVIMOS, OU DEIXEMOS O CRISTIANISMO DE LADO E SIGAMOS ÍDOLOS ENGANOSOS E QUE NÃO NOS PODEM DAR A VIDA EM PLENITUDE.

Queremos ouvir o Evangelho, mas não abrimos mão de também acreditar em superstições, em crendices, e em outras doutrinas. Eu posso acreditar nas CIÊNCIAS HUMANAS somente até o ponto em que elas concordam com o EVANGELHO. Quando seus ensinamentos discordam ou se opõem ao EVANGELHO DE JESUS, eu tenho que escolher em que TENDA eu quero me abrigar.

Muitos de nós, somos de Jesus, MAS PELAS METADES e por isso, não aceitamos missões difíceis ou novas, não aceitamos abrir mão do que nos dá segurança, do que já construimos, do que já julgamos “nosso”.

Queremos ser de Deus, mas também queremos os prazeres e os bens mundanos. NÃO ACEITAMOS “DAR NOSSO FILHO ÚNICO”, com Abraão e por isso NÃO DEIXAMOS DESCENDÊNCIA CRISTÃ ATRÁS DE NÓS E NEM SOMOS FONTE DE BÊNÇÃOS DIVINAS PARA O MUNDO.

Quem diz a Deus: “AQUI ESTOU!” tem que estar pronto para o que der e vier e CONFIAR que Deus não faltará.

Deus não aceita AS METADES. Ele sempre nos quer POR INTEIRO, porque ELE SE DÁ POR INTEIRO. Entregou-nos o que tinha de mais precioso:SEU FILHO ÚNICO E UNIGÊNITO, JESUS CRISTO, NOSSO SALVADOR.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

GRANDE ENCONTRO DE FAMÍLIA.

Bom dia meu amigo e minha amiga.

GRANDE ENCONTRO DE FAMÍLIA.

Hoje e amanhã acontece na cidade de Campina das Missões, RS, o 1º Encontro da Grande Família Marschall. este 1º Encontro e festa tem por finalidade reunir os descendentes da 1ª Família Marschall que, se eu não estiver enganado, emigrou da Alemanha para o Brasil, Rio Grande do Sul, na década de 1880 e daqui se espalhou pelo Brasil e países vizinhos e parece que até Estados Unidos.

Eu faço parte dessa Família por parte de minha mãe, Irena Marschall. Devido a compromissos aqui na Diocese não poderei estar fisicamente presente neste Encontro e Festa e assim conhecer centenas de parentes que se originam do mesmo ancestral.

No Sul do Brasil estes encontros têm se intensificado muito nos últimos anos. Trago este acontecimento para minha reflexão não com o objetivo de falar de MINHA família, mas para falar da FAMÍLIA em si, como Célula Mãe da sociedade e Igreja Doméstica.

É de domínio público que há no mundo todo, e de forma agressiva, no Brasil, uma orquestração PARA DESTRUIR A FAMÍLIA TRADICIONAL. Novas concepções de família são apresentadas, reconhecidas por governos e IMPOSTAS por meio da Educação escolar. São TOTALMENTE contrárias a tudo que já se viu em toda história humana. São verdadeiras aberrações, mas cada vez mais aceitas. Também é verdade que muitas “famílias” são apenas “AJUNTAMENTOS TRANSITÓRIOS” e que podem acabar a qualquer hora, sem medir consequências para os filhos, muitas vezes NÃO FRUTOS DO AMOR CONJUGAL, mas de DESCUIDOS ou ACASOS FORTUITOS OU PIOR, DE AVENTURAS “AMOROSAS”, PARA NÃO DIZER DE IRRESPONSÁVEIS.

Diante disso ao invés de eu falar, permito-me transcrever abaixo para nossa reflexão, duas canções do “sempre” Padre Zezinho e que cada um, se assim desejar, faça sua própria oração e reflexão:

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang.

1
Oração Pela Família – Padre Zezinho

Que nenhuma família comece em qualquer de repente
Que nenhuma família termine por falta de amor
Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente
E que nada no mundo separe um casal sonhador!

Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte
Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois
Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte
Que eles vivam do ontem, do hoje em função de um depois

Que a família comece e termine sabendo onde vai
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor
E que os filhos conheçam a força que brota do amor!

Abençoa, Senhor, as famílias! Amém!
Abençoa, Senhor, a minha também

Que marido e mulher tenham força de amar sem medida
Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão
Que as crianças aprendam no colo, o sentido da vida
Que a família celebre a partilha do abraço e do pão!

Que marido e mulher não se traiam, nem traiam seus filhos
Que o ciúme não mate a certeza do amor entre os dois
Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho
Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois

Que a família comece e termine sabendo onde vai
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor
E que os filhos conheçam a força que brota do amor!

Abençoa, Senhor, as famílias! Amém!
Abençoa, Senhor, a minha também

2

UTOPIA

Das muitas coisas / Do meu tempo de criança
Guardo vivo na lembrança / O aconchego de meu lar
No fim da tarde / Quando tudo se aquietava
A família se ajeitava / Lá no alpendre a conversar

Meus pais não tinham / Nem escola, nem dinheiro
Todo dia, o ano inteiro / Trabalhavam sem parar
Faltava tudo / Mas a gente nem ligava
O importante não faltava / Seu sorriso, seu olhar

Eu tantas vezes / Vi meu pai chegar cansado
Mas aquilo era sagrado / Um por um ele afagava
E perguntava / Quem fizera estrepolia
E mamãe nos defendia / Tudo aos poucos se ajeitava

O sol se punha / A viola alguém trazia
Todo mundo então pedia / Pro papai cantar com a gente
Desafinado / Meio rouco e voz cansada
Ele cantava mil toadas / Seu olhar ao sol poente

Passou o tempo / Hoje eu vejo a maravilha
De se ter uma família / Quando tantos não a tem
Agora falam / Do desquite e do divórcio
O amor virou consórcio / Compromisso de ninguém

E há tantos filhos / Que bem mais do que um palácio
Gostariam de um abraço / E do carinho entre seus pais
Se os pais amassem / O divórcio não viria
Chamam a isso de utopia / Eu a isso chamo paz.

Eu poderia acrescentar ainda aqui “Maria de Minha Infância” onde ele lembra como aprendeu rezar “Ave Maria” desde criança, certamente no colo de sua mãe e pai.

VIVA A FAMÍLIA SEGUNDO O PROJETO ORIGINAL DE DEUS AO CRIAR O SER HUMANO!
A FAMÍLIA É CERTAMENTE O QUE DE MAIS SAGRADO E SANTO DEUS CRIOU.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

QUEM É POSTO À FRENTE DE UM POVO, TEM A OBRIGAÇÃO DE SER MODELO A SER SEGUIDO.

Bom dia minha irmã e meu irmão.

QUEM É POSTO À FRENTE DE UM POVO, TEM A OBRIGAÇÃO DE SER MODELO A SER SEGUIDO.

O BOM EXEMPLO DEVE VIR DE CIMA, mas infelizmente OS MAUS EXEMPLOS também vem do mesmo lugar.

No sentido religioso esta advertência nos vem da 1ª carta do Apóstolo São Pedro 5,1-4, mas sem dúvida, ela se pode estender a todos os que têm cargos de governo, de poder, chefia ou de liderança.

Isto começa pelos pais e mães de família, passa pelas escolas e universidades, prolonga-se no município com vereadores, prefeitos, delegados, policiais, promotores de justiça, juízes, presidentes de associações, sindicatos, clubes de serviço, Igrejas. Depois a mesma recomendação se estende ao nível estadual e por fim federal e mundial.

Pedro continua sua orientação, referindo-se aos presbíteros e agora tomo a liberdade e passo a todas as pessoas que tem autoridade e são postos à frente de grupos humanos, grandes ou pequenos, dizendo que o líder, chefe, ou que tem alguma autoridade, É POSTO PARA SER PASTOR E NÃO DOMINADOR.

“PASTOR”, neste caso significa, CUIDADOR, PROTETOR, DEFENSOR, ZELADOR, enfim, aquele que expõem livremente sua própria vida para que nada de mal atinja ou aconteça com quem a ele/ela é confiado.

A raiz dos males, das desigualdades, das injustiças, das imoralidades, da falta de ética, da destruição familiar e da total desestruturação do tecido social, da corrupção, da violência, dos desmandos, da desordem, dos roubos, das mentiras mais deslavadas e TODOS os demais males que vivenciamos em nosso Brasil e no mundo ESTÁ EXATAMENTE NOS MAUS EXEMPLOS QUE VEM DE CIMA, dos mais altos cargos de chefia, poder e comando.

SOU TOTAL E PLENAMENTE CONTRA A INTERVENÇÃO MILITAR DECRETADA POR UM PRESIDENTE CORRUPTO, LADRÃO E DE “MIL” OUTROS ADJETIVOS E DELITOS.

A “INTERVENÇÃO”, assim chamada, não resolverá absolutamente NADA a médio ou longo prazo, PORQUE NÃO ESTÁ INTERVINDO na raiz, origem e fonte da desordem, da injustiça, da violência.

O tráfico e comercialização de drogas, armas etc, NÃO pode ser vista como CAUSA ORIGINANTE, mas como desdobramento e CONSEQUÊNCIA, dos atos, comportamentos, decisões e desvios de conduta que está nos mais altos escalões da República.

Caso tivéssemos que admitir uma INTERVENÇÃO, embora ESTE NÃO É UM CAMINHO DEMOCRÁTICO, deveria acontecer a partir das mais altas cortes da justiça, e dos poderes legislativos e executivos, claro que sem deixar de passar pelos ministérios, bancos públicos ou privados e donos ou presidentes dos mega empresários do ou no país.

Imagine qual a autoridade de pai ou mão será respeitada quando em sua vida FAZEM EXATAMENTE O CONTRÁRIO daquilo que orientam, impõem ou exigem dos filhos. Quando grita, usa de força ou violência, dizendo “não faz isso ou aquilo”, MAS ELE/ELA faz sem pudor e na maior cara de pau. ONDE ESTARÁ SUA AUTORIDADE E ONDE NASCERÁ O QUE SEUS FILHOS/ FILHAS FARÃO DE ERRADO?

Poderemos exigir MUDANÇA na base social quando tivermos limpado, punido e corrigido A CÚPULA DA NAÇÃO.

OS BONS EXEMPLOS DEVEM VIR DE CIMA a serem seguidos pelos de “baixo”, MAS INFELIZMENTE OS MAUS EXEMPLOS TAMBÉM ESTÃO VINDO DE CIMA E SÃO SEGUIDOS POR MUITOS “DE BAIXO”.

O que acabo de afirmar também se aplica à família, aos donos do mercado, à muitas escolas e universidades e O PIOR DE TUDO, ATÉ DE MUITOS MEMBROS DE IGREJAS, INCLUSIVE DE NOSSA.

São Pedro, o escolhido de Jesus para exercer o PODER, A AUTORIDADE E O GOVERNO sobre o Rebanho, arrebata: “Sede pastores e CUIDAI do rebanho , não por coação, mas de coração generoso, não por torpe ganância, mas livremente; Não como dominadores daqueles que vos foram confiados, mas antes, COMO MODELOS do rebanho” (1ª Pd 5,2-3).

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

“LEVANTA-TE E PÕE-TE A CAMINHO. . . . ANUNCIA-LHES O QUE EU TE FALAR.”

Esta ordem de Deus foi dirigida ao profeta Jonas. Na primeira vez ele fugiu de Deus, mas Deus o pegou “na curva da estrada” e o chamou pela segunda vez em forma de ORDEM. Hoje, este CHAMAMENTO E ORDEM não é para alguns momentos específicos da vida dos cristãos e das cristãs e nem tão pouco se dirige apenas para o Clero ou Religiosos/as, mas a todos os que pelo BATISMO se tornaram MISSIONÁRIOS de Jesus Cristo.

“Nínive”, a “grande cidade”, muito pagã e pecadora do tempo de Jonas, se encontra HOJE nas mais diversas regiões e situações de nosso Brasil.

Certamente esta “Nínive”, no Brasil, são cidades grandes e pequenas; são as Facções Criminosas do tráfico e tráfego; são as grandes favelas dominadas pelo crime organizado; embora também lá haja a sua ABSOLUTA maioria seja gente pobre e muito boa; são muitos Condomínios e prédios luxuosos; MAS ACIMA DE TUDO, SÃO OS TRIBUNAIS DE (in)JUSTIÇA, PALÁCIOS ESTADUAIS e FEDERAIS, ASSEMBLEIAS LEGISLATIVAS, CÂMARA e SENADO FEDERAIS.

Infelizmente creio que a “NÍNIVE” MAIOR NO BRASIL SÃO OS ÓRGÃOS PÚBLICOS, SE NÃO TODOS, AO MENOS A GRANDE MAIORIA.

Penso que em poucos lugares se cometem tantos CRIMES E PECADOS MORTAIS E GRAVÍSSIMOS contra Deus, porque praticados contra os FILHOS E FILHAS AMADOS de Deus, especialmente os pobres, quanto nestes lugares. Até o narcotráfico ou o tráfego de pessoas ou órgãos humanos que de per si são CRIMES HEDIONDOS, mas no cenário nacional, NÃO SEI SE SÃO TÃO PREJUDICIAIS, GRAVES E HEDIONDOS QUANTO OS CRIMES DA CORRUPÇÃO POLÍTICA, EMPRESARIAL E DO JUDICIÁRIO.

Certamente nenhum pecado foi tão fortemente combatido por Jesus quanto a INJUSTIÇA, A CORRUPÇÃO PÚBLICA E RELIGIOSA E O DESPREZO AOS POBRES, DOENTES, CRIANÇAS E IDOSOS.

Assim como Deus falou ao profeta Jonas, “Levanta-te e põe-te a caminho da grande cidade de Nínive e anuncia-lhes a mensagem (Palavra) que EU TE CONFIAR”.

Isto significa que nós Igreja somos JONAS e não nos é permitido FUGIR da missão e dos lugares para onde ele nos manda DENUNCIAR os crimes que gritam e clamam diante de Deus.

E o mais difícil é que nós não podemos falar o que nós queremos, mas o que Ele nos manda dizer E CHAMAR TODAS AS PESSOAS E INSTITUIÇÕES À PROFUNDA CONVERSÃO.

Temos que começar por descobrir e identificar onde estão as “Ninives” em nossas cidades ou pequenas Comunidades e a estes Deus nos ENVIA a DENUNCIAR EM NOME DE DEUS e chamar para a CONVERSÃO, para a volta a Deus e sua justiça e misericórdia.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

Salve 04 DE AGOSTO – DIA DO PADRE!

Gostaria de cumprimentar os queridos colaboradores e amigos  Padres e fazer chegar a cada coração sacerdotal uma palavrinha fraterna e amiga de incentivo, amor e extrema gratidão.

O verdadeiro Sacerdote de Jesus Cristo é aquele que “vai ao povo” e “vive com o povo”, oferecendo-lhe suas mãos e o coração, para que as ovelhas tenham vida em plenitude (cf. Jo 10).

“Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos” (Jo 15, 13). O Padre é um homem chamado do meio da comunidade cristã para santificar e apascentar o rebanho do Senhor. Não há maior dignidade, maior nobreza do que esta de ser escolhido e enviado pelo próprio Sumo e Eterno Sacerdote.

Não é fácil acatar as exigências de Jesus, escutar e aceitar, obedecer e aderir à Pessoa de Cristo, com todas as suas consequências. Aliás, o ministério sacerdotal é feito de cruz e graça, de dor e alegria,  de decepção e esperança.

Assumir fiel e generosamente a identidade sacerdotal significa tornar-se grão de incenso a se consumir no fogo ardente da caridade pastoral.

A Regra de vida de Cristo consiste em abandonar-se totalmente à vontade do Pai. Esta é também a atitude fundamental do Padre.

Meus queridos Padres, amigos e fiéis colaboradores, Deus os abençoe neste dia tão significativo e os recompense largamente pela dedicação a serviço do Reino. A vida de cada um de vocês esteja sob o olhar materno Daquela que encontrou graça diante de Deus.

Maria, Virgem e Mãe Sacerdotal, seja na vida de cada um de Vocês, a Estrela luminosa que vai à frente e, como Mãe amorosa guie e abençoe seus passos hoje e sempre.

São João Maria Vianney, o Cura d’ Ars, interceda por todos os queridos Padres que em suas Dioceses doam suas vidas para o crescimento vigoroso do Reino do Senhor.

Com imensa gratidão e muito amor, gostaria de abraçar cada um de Vocês. Sintam-se especialmente abençoados e recebam meu abraço eucarístico.

Dom Nelson Westrupp, scj
Lages, 4 de agosto de 2017