DE QUEM É A OBRIGAÇÃO DE ARRUMAR A CASA?

Bom dia meu amigo e minha amiga.

DE QUEM É A OBRIGAÇÃO DE ARRUMAR A CASA?

Ontem tivemos mais uma vez a graça de celebrar o dia Internacional da Mulher.

Mais uma vez minha saudação respeitosa a todas as mulheres que assumem e vivem o feminino da humanidade, em busca de seu sentido mais pleno e digno e aos homens que sabem respeitar por seu modo de ser e viver o masculino. Nessa troca e complementariedade realizam o sonho de Deus ao CRIAR O SER HUMANO MACHO E FÊMEA, ou seja, HOMEM E MULHER, conforme o livro do Gênesis 1,27 e repete esta mesma narrativa no capítulo 5,1,2. Nestes textos há um só Ato Criador do Ser humano e é criado simultaneamente Feminino e Masculino.

Não sei porque se difunde tanto a segunda narrativa da criação que se encontra no capítulo 2,7-25, onde se destaca que Deus criou por primeiro o Homem e depois a mulher e, pior, ainda com uma exegese muito tendenciosa que ressalta uma “inferioridade e fragilidade” da mulher, por ter sido “tirada” do Homem, o que francamente é forçar o texto sagrado, porque isto NÃO SE PODE DEDUZIR QUE TIVESSE SIDO A INTENÇÃO DE DEUS.

Pessoalmente gosto dos 2 textos e procuro em ambos ver a mesma INTENÇÃO de Deus que mostra que para a criação ser PLENA e possível de realização humana, deve ser sempre, feminina e masculina.

Dito isso, voltemos ao TÍTULO da reflexão, por meio do qual pretendo refletir e deixar transparecer o quanto, apesar dos largos passos e conquistas já dados e alcançados, ainda precisamos crescer para chegar ao SONHO ORIGINAL E CRIADOR DE DEUS.

Certamente ainda em mais de 80% da humanidade se consideram certas obrigações e responsabilidades atribuídas, se não com exclusividade, ao masculino ou ao feminino.

Destaco a questão da OBRIGAÇÃO do arrumar, limpar, organizar e zelar da casa e a “criação” dos filhos, como exclusividade da mulher. Ainda se considera “normal” que depois de qualquer refeição ou festinha familiar, os homens vão para a “folga” e justo descanso enquanto as mulheres vão para a limpeza e a cozinha. Também no dia a dia da vida familiar, considera-se “normal” que a menina arrume seu quarto, lave a louça, ajude na limpeza da casa, enquanto que os meninos para não estorvar, é melhor que saiam para a rua, para o computador, para o jogo de bola ou seja lá o que for, contanto que “desapareçam” para deixar as meninas em paz para fazer os serviços, chamados domésticos.

Ainda se ouvem exclamações de elogio e admiração do tipo: “meu marido me ajuda em tudo na casa, na cozinha, no lavar a louça, no dar banho ou mamadeira nas crianças”

É na família e modelo de educação que se perpetuará ou se modificará esta discriminação, esta injustiça, esta desigualdade entre o sexo masculino e feminino. Alguns gostariam que eu falasse, “a questão de gênero”. Como eu que não sou filósofo, nem sociólogo, psicólogo, antropólogo ou seja lá outros “ÓLOGOS”, eu prefiro correr menos riscos e continuo classificando como “GÊNERO”, apenas o “HUMANO” e o “HUMANO” como MASCULINO E FEMININO. Não entro nesta briga, “nem se me derem uma boiada de graça”. Tenho certeza que daqui a algumas décadas ou séculos, que é muito pouco tempo, considerando a história humana, as TEORIAS de hoje, já terão outras “verdades” e interpretações.

Sem querer fechar a questão inicial, mas apenas colocar uma “pimentinha” de provocação para reflexão, para continuarmos crescendo em busca da igualdade na DIGNIDADE, DIREITOS E OBRIGAÇÕES, do masculino e feminino, VOLTO À QUESTÃO DO TÍTULO: DE QUEM É A OBRIGAÇÃO DE ARRUMAR A CASA? Portanto, isso também vale para nossas casas de religiosos, padres e bispos. É minha opinião e entendimento. Não somos imunes ao machismo sutil e até inconsciente em nosso viver e “estar” na casa.

Na minha opinião, esta OBRIGAÇÃO é de todos os que moram na casa. o MESMO SE DIGA EM REFERÊNCIA AO CUIDADO E CRIAÇÃO DOS FILHOS. É de quem os gerou, de quem os “fez”. Como a mulher não faz filhos sozinha, também não tem obrigações sozinha. É SEMPRE DO CASAL.

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

Posted in Dom Guilherme.