Diocese em Números

A Diocese de Lages ocupa 1/5 do território do o Estado de Santa Catarina. Isso significa que somos a Diocese com a maior extensão territorial do Estado. Por outro lado, somos a Diocese com a menor população de Santa Catarina, com 333.906 habitantes distribuídos nas 23 paróquias e 502 comunidades (capelas). Nosso Estado possui uma média de 56 habitantes por km². A região serrana registra o percentual mais baixo: 18 habitantes por km².
Somos um povo migrante, obrigado a ir embora da terra. Em muitos municípios a população está diminuindo: Cerro Negro, Campo Belo do Sul, Bom Jardim e Urubici. Em outros municípios da diocese a população está significativamente aumentando: é o caso de Otacilio Costa, Lages e São Joaquim. Na diocese de Lages, como em todo país, muitas pessoas deixam o campo para viver na cidade. Em nossa diocese, 1 pessoa a cada 5 vive no campo.

Enquanto no Brasil, o índice de analfabetismo é de 12 pessoas a cada 100, em Santa Catarina este índice cai para 6 pessoas analfabetas a cada 100, em nossa diocese a situação do analfabetismo continua preocupante. Este índice chega a 20 pessoas analfabetas a cada 100 no município de Campo Belo do Sul, 16 em Bocaina do Sul e 15 em Cerro Negro. Os municípios de Lages, Curitibanos e Urubici apresentam o maior número de pessoas com ensino superior (entre 5 e 2 pessoas a cada 100).    Santa Catarina é o estado, depois de 7 estados do nordeste do país, com a maior concentração de população católica (8 pessoas a cada 10). A diocese de Lages continua sendo a diocese de maior concentração, em percentagem, de pessoas que se definem católicas. São quase 9 a cada 10, ou 87 a cada 100. É significativa a caminhada de espiritualidade ecumênica de nossa diocese. Sabemos, com humildade, que o diálogo e o coração ecumênico, ajudam a reforçar nossa identidade religiosa no seguimento de Jesus e na construção da unidade.

Top