“E QUANDO EU FOR LEVANTADO DA TERRA, ATRAIREI TODOS A MIM”. (Jo. 12,32)

Bom dia meu amigo e minha amiga.

“E QUANDO EU FOR LEVANTADO DA TERRA, ATRAIREI TODOS A MIM”. (Jo. 12,32)

É de conhecimento universal que Jesus de Nazaré, em sua Vida Pública atraia multidões que o seguiam. As razões eram das mais diversas, desde o simples fato de matar a fome com pão e peixe, a cura de todos os tipos de doenças, a não condenação do pecador e da pecadora, mas sim do pecado, o acolhimento sempre afetuoso, mas firme e decidido, a MISERICÓRDIA e o PERDÃO e tantas outras razões, INCLUSIVE A EXPECTATIVA DO MESSIANISMO, mas de um MESSIAS político que fosse restaurar o Reino de Israel e derrotasse os romanos ou impérios estrangeiros.

Sabemos que sempre que Jesus exigia DOS ATRAÍDOS atitudes mais radicais e comprometedoras, estes deixavam de segui-lo e até mesmo se voltavam contra Ele, inclusive ameaçando-o de morte ou de apedrejamento.

Hoje, em nosso 4º domingo da quaresma, em processo de conversão para celebrar a Páscoa do Senhor, a liturgia cristã católica nos apresenta no Evangelho de João 3, 14-21, no contexto da conversa de Jesus com Nicodemos que diz “14. Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim deve ser levantado o Filho do Homem, 15. para que todo homem que nele crer tenha a vida eterna. 16. Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. 17. Pois Deus não enviou o Filho ao mundo para condená-lo, mas para que o mundo seja salvo por ele.”

Juntando este texto que claramente indica o CAMINHO DA CRUZ E DA CRUCIFICÇÃO, no texto do mesmo evangelista João, no capítulo 12,32, que está no título da refelxão, FICA TÃO CLARO QUANTO A LUZ DO MEIO DIA EM DIA SEM NUVENS, QUAL O JESUS QUE NOS ATRAI PARA TERMOS A SALVAÇÃO E A REMISSÃO DOS PECADOS.

Todos os motivos que podem ATRAIR alguém a Jesus são metodologicamente importantes e Jesus os usava, como eu disse acima, até um pedaço de pão, MAS A PROVA DE PERMANÊNCIA E DA FIDELIDADE PASSA NECESSARIAMENTE PELA CRUZ.

Participar desta ou daquela Igreja que se auto denomina cristã, ou dentro de nossa própria Igreja, mas movidos a shows, a “milagres”, ainda que falsos, não resiste à Paixão, humilhação extrema, sofrimento, coroação de espinhos, ou às marteladas ao fincar os pregos na carne viva das mãos e da morte de Jesus, porque Ele diz: “Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim deve ser levantado o Filho do Homem” e arremata “E QUANDO EU FOR LEVANTADO DA TERRA, ATRAIREI TODOS A MIM”,

+ Guilherme Antonio Werlang Werlang

Posted in Dom Guilherme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *